Goura  afirma que vai reabrir maternidades fechadas pela prefeitura

Goura  afirma que vai reabrir maternidades fechadas pela prefeitura

O fechamento das maternidades Centro Comunitário Bairro Novo e Victor Ferreira do Amaral, consideradas referência no atendimento à gestantes de alto risco e na humanização do parto em Curitiba e no Brasil, precarizou o atendimento e aumentou substancialmente o risco para as gestantes da Capital Paranaense. A denúncia foi trazida ao candidato a prefeito pelo PDT, Goura 12, pela Associação Brasileira das Enfermeiras Obstetras do Paraná (ABENFO).

Nesta quarta-feira (21), o candidato, acompanhando da sua vice, Ana Moro, e da candidata a vereadora Patrícia Teixeira, recebeu uma comissão de representantes da categoria que atuavam nas duas maternidades. Ambas encerraram as atividades para gestantes e passaram a atender pacientes com doenças crônicas. Na mesma ocasião, Goura e Ana Moro assinaram uma carta compromisso pelo Parto Humanizado.

“Fecharam as maternidades e direcionaram as mulheres para os grandes centros e atendimento ao COVID-19, que são o HC (Hospital das Clínicas) e Hospital Universitário Evangélico Mackenzie. O HC, que antes fazia uma média de 160 partos, hoje faz mais de 400”, afirmou o enfermeiro Fábio Oliveira, que atuava na maternidade Victor do Amaral.

A presidente da ABENFO, Marcele Rabelo, afirmou que as parturientes chegam a ficar mais de oito horas no Centro Obstétrico por falta de vagas nos alojamentos. “É muito grave a situação. É muito grave o risco que as mulheres efetivamente estão correndo por não ter o acompanhamento correto”, reforçou Marcele.

Goura ressaltou que uma das suas propostas para a saúde é justamente a reativação das maternidades fechadas durante a pandemia, além do estímulo do parto humanizado nos hospitais e maternidades do município e região. “Seguiremos no combate à violência obstétrica, e seguindo as recomendações da OMS para uma experiência positiva de parto, apoiando a inserção de doulas no acompanhamento à gestante e vamos estudar a implementação de uma Casa de Parto”, disse.

A candidata a vice-prefeita, Ana Moro, afirmou que o momento do parto é um momento especial para todas as mulheres, que precisam se sentir acolhidas e bem cuidadas. Então a gente soma esforços com as enfermeiras, enfermeiros e doulas para garantir toda estrutura necessária para que essa situação seja revertida e possamos garantir o direito de nascer com saúde, amor e em paz”.

Patrícia Teixeira, que também é doula e proponente da carta compromisso, ressaltou que a inserção as doulas no atendimento multidisciplinar em unidades de saúde desde o pré-natal é fundamental para a garantia do bem nascer e a humanização do parto.

 

shares
× Fale com o Goura