Goura conhece o Refúgio do Bugio, a maior unidade de conservação de Curitiba

Goura conhece o Refúgio do Bugio, a maior unidade de conservação de Curitiba

Conhecer a maior unidade de conservação integral de Curitiba e a maior em ambiente urbano do Brasil na categoria “refúgio de vida silvestre” foi a principal atividade de campanha do candidato Goura, nesta sexta-feira (2), ao visitar o Refúgio de Vida Silvestre do Bugio, mais conhecido como Refúgio do Bugio, que é um mosaico áreas verdes públicas e privadas localizadas no Bairro Tatuquara em Curitiba e que se estende até Araucária e Fazenda Rio Grande, na Região Metropolitana de Curitiba.

“O Refúgio do Bugio é um exemplo muito claro que só com políticas públicas de preservação ambiental e de ampliação e manutenção das nossas unidades de conservação podemos melhorar a qualidade de vida e garantir proteção da nossa flora e fauna”, disse Goura, que esteve na unidade acompanhado pelo ambientalista Maurício Savi, a bióloga Bárbara Nogueira e o candidato a vereador Luan Azevedo (PDT).

Crise hídrica

Goura lembrou que são políticas como as que criaram o Refúgio do Bugio que devem ser retomadas para garantir, por exemplo, a preservação dos mananciais, dos rios e suas matas ciliares. “A crise hídrica que estamos enfrentando poderia ter sido minimizada se a política de meio ambiente de Curitiba e da Região Metropolitana tivessem priorizado a preservação ambiental. Mas o que vemos é o contrário. O desmatamento só tem aumentado ano a ano”, criticou.

O ambientalista Maurício Savi destacou a importância da unidade de conservação que foi criada em 2015 e implantada em 2016 pelo ex-prefeito e atual deputado federal Gustavo Fruet.  “Nós temos a maior área metropolitana de conservação da natureza do Brasil. São áreas em Curitiba, Araucária e Fazenda Rio Grande e um exemplo de que quando se trabalha em conjunto se consegue soluções para a preservação da natureza”, disse Savi. “Por isso, sua candidatura nos conforta e nos traz a esperança do novo.”

Para a bióloga Bárbara Nogueira é urgente retomar uma política pública de proteção, recuperação e ampliação das unidades de conservação. “A qualidade das águas da maioria dos rios de Curitiba é de ruim para muito ruim. É preciso agir imediatamente para recuperar as áreas degradadas e ampliar a área de preservação”, disse ela. “As unidades de conservação, além de ter a função de preservar a biodiversidade, de regular os mananciais, a qualidade da água, elas dão aquele sentimento de afeto e traz identidade para os curitibanos”, disse Bárbara

O Refúgio do Bugio se estende pelos corredores fluviais dos rios Iguaçu, Barigui e Maurício. São mais de 8 milhões de metros quadrados, que conciliam áreas públicas e áreas particulares, para a preservação da natureza e da sustentabilidade. A unidade de conservação também abriga a maior área de Curitiba com araucárias.

Candidato a vereador

O candidato Luan Azevedo, que é morador do Tatuquara, destacou como é importante ter consciência da necessidade de preservação da natureza para a qualidade de vida das pessoas e para garantir que não faltem recursos naturais como a água. “A questão da preservação ambiental e dos rios urbanos é uma das prioridades entre as nossas propostas. Nós temos que ter isso também na administração do município. A prefeitura tem que dar importância para a preservação ambiental”, disse Luan.

 

 

shares
× Fale com o Goura