“Nossa equipe será técnica e composta por 50% de mulheres”, diz Goura

“Nossa equipe será técnica e composta por 50% de mulheres”, diz Goura

Em entrevista ao Jornal 91, da Rádio 91 FM, na manhã desta terça-feira (13), o candidato a prefeito de Curitiba pelo PDT, Goura 12, afirmou que vai fazer da URBS (Urbanização Curitiba S.A.) e da relação do transporte coletivo com a sociedade, uma caixa aberta. Ele também falou que, se eleito, a equipe de governo será técnica e composta por 50% de mulheres.

“Vamos reativar o Conselho Municipal do Transporte, que desde 2017 não se reúne, e queremos transparência total na composição da planilha, desde gastos com combustível, salários dos trabalhadores e depreciação dos ônibus”, destacou Goura.

O candidato explicou ainda que o futuro prefeito vai ter a missão de conduzir o processo do novo edital do transporte coletivo, tendo em vista que o atual termina em 2025 e é questionado pelo Ministério Público e foi alvo de CPI na Câmara Municipal.

“E nós entendemos que o custo do transporte não deve ser por passageiro, como é hoje, mas por quilômetro rodado. Lembrando que a função social deve ser prioridade e não o lucro”, disse Goura.

Confira a entrevista a partir do minuto 34 no vídeo abaixo:

Atual gestão protege lucro dos empresários

Goura reiterou a crítica que a atual gestão atua para garantir o lucro dos empresários do transporte coletivo em detrimento da função social do transporte coletivo.

“É bom lembrar que o atual prefeito assim que assumiu aumentou a passagem de R$ 3,70 para R$ 4,25 e extinguiu a domingueira, que tinha a função de propiciar à população das regiões mais carentes um acesso à cidade”.

O candidato afirmou que o foco da sua gestão será o desenvolvimento social, aliado ao desenvolvimento econômico para garantir qualidade de vida à população, sempre pensando numa gestão integrada com a Região Metropolitana.

 

Gestão participativa e paritária

“O prefeito de Curitiba tem que ouvir a sociedade, os conselhos, os vereadores. Essa gestão não dialoga com os servidores, com os professores, com as universidades, se conversar com qualquer servidor, você percebe não existe diálogo construtivo.

Para isso, Goura frisou que sua equipe técnica e com respeito à paridade de gênero. “Vamos reforçar o papel de independência do Legislativo. Nossa equipe será técnica e composta de 50% de mulheres e 50% de homens, com respeito a diversidade do povo de Curitiba”, garantiu.

 

Servidores públicos

Para o candidato, a qualidade do serviço público depende da valorização dos servidores. “Eu sempre votei a favor dos servidores, tanto na Câmara quanto na Assembleia. Obviamente a reposição da data base e dos direitos já adquiridos é importante, mas não somente isso, servidor precisa entender que ele é valorizado pelo prefeito”.

Educação

O investimento na infraestrutura escolar e ampliação de vagas nos CMEIs (Centro Municipal de Educação Infantil) foi apontado como prioridade na educação, além da ampliação do diálogo com os servidores da área.

“Curitiba caiu de primeiro lugar para quarto no ranking do Ideb (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica) porque houve um desinvestimento em educação. Vamos voltar a investir para Curitiba voltar a ser referência na educação”.

 

Volta às aulas e a pandemia

“É muito preocupante achar que as coisas estão voltando ao normal t, quando não estão”, avaliou Goura ao lembrar que antes de qualquer medida de retorno às aulas, é importante que haja testagem em massa da população, bem um protocolo sanitário claro, discutido com as universidades, com a sociedade e com as autoridades de saúde. “Precisamos ter uma sensibilidade porque a rede municipal é muito desigual. Temos que ter esse diálogo com a sociedade e com os servidores”, completou.

 

Saúde

O candidato do PDT destacou a importância do Sistema Único de Saúde (SUS), que foi ainda mais evidenciada com a pandemia e reforçou a necessidade de valorização dos servidores da saúde. Além disso, falou que sua prioridade é investir na atenção primária para que Curitiba volte a ser referência na estratégia da saúde da família.

“Também vamos fortalecer ações à saúde mental, trazê-la para a atenção primária; levar os profissionais da saúde para dentro das escolas e incentivar a mobilidade ativa, com a prática de mais esportes e o estímulo a uma vida mais saudável, o que vai, consequentemente, desonerar a saúde”.

Por fim, Goura falou da importância da humanização do parto e da descentralização dos exames, para que eles possam ser feitos em todas as regiões da cidade.

shares
× Fale com o Goura