União da comunidade fez prefeito recuar da terceirização da UPA do Pinheirinho, constata Goura

União da comunidade fez prefeito recuar da terceirização da UPA do Pinheirinho, constata Goura

O candidato à prefeitura de Curitiba, Goura, debateu na tarde desta sexta-feira (6), na sua passagem pela Regional do Pinheirinho, como é importante ter um prefeito que evite a terceirização dos serviços de saúde, uma prática que vem sendo adotada a toque de caixa pela atual gestão.

“Nosso compromisso é reafirmar publicamente a valorização do SUS como uma conquista do povo brasileiro. E a prefeitura de Curitiba não deve admitir retrocessos nessa política”, disse Goura, enquanto fazia sua quinta visita de campanha programada para esta sexta dentro do chamado “Rolê da Virada”, que está se movimentando pelas 10 regionais da cidade.

Com cerca de 20 anos de profissão e atuando na UPA do Pinheirinho, a enfermeira Neuza Credolin conversou com Goura para relatar as dificuldades enfrentadas hoje pelos servidores da saúde: sem diálogo com o atual prefeito, falta de medicamentos nas unidades de saúde, fechamento de unidades em plena pandemia e terceirização de unidades importantes como as da CIC e Tatuquara. A unidade do Pinheirinho só não foi privatizada porque a comunidade se uniu e mostrou força, o que fez o atual prefeito recuar.

“As terceirizações vieram como se fosse uma enxurrada, arrastando tudo. As terceirizações precarizaram a saúde pública de Curitiba”, disse Neuza. Goura afirmou que “os relatos não são nada animadores”, o que deveria obrigar o prefeito a ter “uma gestão muito mais atenta à saúde publica, uma gestão que dialogue com os servidores”.

O Goura esteve acompanhado pela candidata a vereadora Camila Gonda (12102), que pediu um grande mutirão a todos para chegar ao segundo turno. “Faltam 9 dias para Curitiba ganhar um presente, ir para o segundo turno e eleger Goura. Vemos o quanto é importante ter um prefeito que valorize a saúde pública”, disse Camila.

shares
× Fale com o Goura